Turismo em Minas Gerais | Top 21 destinos para conhecer em Minas

Foto por: John Brandão - Parque Estadual do Ibitipoca, Lima Duarte
Atualizado em: 20/10/2021

Top 21 destinos para conhecer em Minas

 

 

Hoje a gente apresenta uma imensa e incrível lista de 21 destinos imperdíveis em Minas Gerais, feita pelos criteriosos seguidores do @visiteminasgerais.

 

 

Minas é grande demais e não faltam opções para quem está em busca de conhecer mais sobre esse estado tão rico em cultura, natureza e pela cozinha mineira.

São tantas opções para conhecer. Querendo saber por onde começar?

Os seguidores do @visiteminasgerais trouxeram dicas incríveis do que conhecer em Minas. Anota aí e já começa a se planejar para o próximo fim de semana ou mesmo feriadão.

 

Destinos imperdíveis para conhecer em Minas

 

Belo Horizonte

 

 Foto: Uma atração imperdível do Circuito Liberdade, em Belo Horizonte, é conhecer a exuberância do interior do Palácio da Liberdade. 

 

Belo Horizonte é a capital mundial dos bares e encanta a todos que saboreiam da comida de boteco à alta gastronomia. Possui o título de Cidade Criativa da Gastronomia pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Ao conhecer BH você vai se deliciar com a cozinha mineira. Lá no Mercado Central vai descobrir produtos e pratos típicos, utensílios de cozinha, cores, texturas e aromas, e se apaixonar pelo jeitinho interiorano da capital de Minas.

No Conjunto Moderno da Pampulha, tombado como um  sítio do patrimônio cultural da humanidade pela Unesco, você vai ver a obra-prima assinada por Oscar Niemeyer, Roberto Burle Marx e Cândido Portinari.

Não dá pra perder o maior complexo cultural de Minas Gerais, o Circuito Liberdade, que segue  crescendo e ganhando cada vez mais atrações que se complementam no universo cultural e artístico da Avenida do Contorno.

 

Principais Pontos Turísticos: Igrejinha da Pampulha, Praça da Liberdade, Estádio Mineirão, Mercado Central, Praça da Estação, Palácio das Artes, Museu de Arte da Pampulha, Praça da Liberdade, Museu Histórico Abílio Barreto, Praça do Papa, Viaduto Santa Tereza, Mercado do Cruzeiro, Edifício Malleta, Edifício Niemeyer, Igreja São José, Mirante de Arte Urbana da Rua Sapucaí, Feira Hippie, Mercado Novo, Parque Municipal, Parque Serra do Curral, Parque das Mangabeiras, Parque Estadual Serra do Rola Moça.

 

Dicas de um viajante:

 

“Belo Horizonte é o lar de belezas naturais e lugares únicos. Parque das mangabeiras é uma bonita área de lazer pra passear com toda a família. Que tal sair do Mineirão e caminhar na orla da Lagoa da Pampulha em um belo domingo a tarde? A Praça da Liberdade, no centro, também é um bonito e importante local de lazer. Muitas pessoas passam por lá todos os dias.

 Pra você que gosta de cultura a capital dos mineiros dispõe de importantes museus, tais como o Museu das Minas e do Metal, no entorno da Praça da Liberdade ou então o Memorial Minas Vale. O espaço do conhecimento da UFMG também é um ponto bastante interessante pra você ir com a família ou amigo. E o melhor de tudo: os três tem entrada gratuita! Vai ficar de fora dessa?

 Saiba que você é muito bem vindo à nossa capital a qualquer dia do ano e quem vem tem um ponto de parada obrigatória: o nosso querido Mercado Central. Lá você encontra comidas típicas mineiras. Queijos, goiabada, cachaça, doces, etc. Tem de tudo.

 A casa Kubistchek e a Igreja São Francisco de Assis, na orla da Lagoa da Pampulha também são pontos turísticos de parada obrigatória. Ambos projetados por ninguém mais, ninguém menos que Oscar Niemeyer. As estruturas são belas obras que enaltecem ainda mais a beleza da Lagoa da Pampulha. Vale lembra que a Igrejinha da Pambulha, como é carinhosamente chamada, foi tombada como patrimônio cultural da humanidade pela UNESCO em 2016.

 Ainda na Pampulha, o parque de diversões é certamente pra toda a família.

Tem também o mirante do Parque das Mangabeiras, que permite uma vista sensacional de toda a cidade. Um verdadeiro cartão postal de nossa amada Belo Horizonte. Se pretende passar por nossa terra marque esse mirante como parada obrigatória e garanto que não vai se arrepender.

 E que tal levar seus filhos no nosso Jardim Zoológico? Um local de cultura e aprendizado para os pequenos?! Mas também de lazer e diversão pra toda a família.” @vic__torjbh

 

Brumadinho

 

 Foto: Fica em Brumadinho o museu de arte contemporânea e jardim botânico Instituto Inhotim, uma das maiores atrações turísticas do país.

  

Brumadinho fica bem pertinho da capital mineira, cerca de 60 km e é cercado por um dos cartões postais do estado: a beleza das serras de Minas.

Em Brumadinho você vai conhecer um dos maiores museus a céu aberto do mundo, que é também um dos mais importantes museus de arte contemporânea do mundo, o Instituto Inhotim.

Além disso, na cidade você vai conhecer inúmeras atrações turísticas para quem busca lindos cenários na natureza, curte esportes de aventura e igrejas centenárias.

Principais Pontos Turísticos: Inhotim, Capela de Nossa Senhora do Rosário, Estação Ferroviária, Matriz de Nossa Senhora da Piedade, Forte de Brumadinho, Casa Branca, Parque Estadual Serra do Rola-Moça, Topo de Mundo, Serra da Calçada, Cachoeira da Pedra Furada.

 

Capitólio

 

Foto: Vista da imensidão do Lago de Furnas em Capitólio 

 

Capitólio é o destino mais famoso da imensidão do Lago de Furnas, com cenários exuberantes formados pela natureza e também com um dedinho do homem - para quem não sabe, o Lago de Furnas é um lago artificial.

Lá você vai conhecer a maior marina de água doce da América Latina. Mas o que deixa de boca aberta quem visita Capitólio não é só a grandiosidade de Furnas, mas sua beleza formada pelo lago e os belíssimos paredões dos cânions, mirantes, além das inúmeras cachoeiras e piscinas naturais da região.

Além disso, para quem gosta de aventura, a cidade oferece passeios náuticos, voos de balão, trilhas e passeios off road.

 

Principais Pontos Turísticos: Canyons, Morro do Chapéu, Cachoeira Trilha do Sol, Cachoeira da Capivara, Cascata Eco Parque, Cachoeira Lagoa Azul, Cachoeira do Grotão.

 

Carrancas

 

 

Foto: Banho de cachoeira em um complexo de cachoeiras de Carrancas.

 

Carrancas é chamada de ‘’Terra das Cachoeiras’’ por ter cerca de 70 quedas d’água que encantam turistas com suas belezas naturais. 

Na cidade, você vai encontrar muitos complexos de cachoeiras, que são conjuntos de queda d'água e poços, e são chamadas assim pois ficam próximos de um mesmo rio e têm a vantagem de possibilitar conhecer várias cachoeiras em um mesmo passeio.  

Carrancas é cenário de muitas novelas globais, o que dá ainda mais certeza que a cidade é o paraíso!

 

Principais Pontos Turísticos: Complexo da Zilda, Complexo da Ponte, Complexo da Vargem Grande, Complexo do Tira-Prosa, Complexo da Toca.

 

Catas Altas

 

Foto: Catas Altas é um refúgio ideal para quem está em busca de contato com a natureza e sossego. Praça Monsenhor Mendes.

 

Uma cidade autêntica e bem mineira, Catas Altas foi presenteada com a beleza cênica da Serra do Caraça. 

Visitando Catas Altas você vai perceber uma paisagem marcada pela natureza, com picos abraçando a cidade, ruas de calçamento e casas coloniais bem preservadas. Esse cenário charmoso fica ainda mais presente na praça Monsenhor Mendes, diante da Igreja da Matriz que é cercado por casas antigas.

São inúmeros picos para se desbravar em trilhas, mas fique atento, muitos deles só podem ser feitos  com condutores credenciados da Serra do Caraça.

 

Principais Pontos Turísticos: Pico do Baiano, Pico dos Catas Altas, Pico da Canjerana, Pico da Conceição, Pico da Verruguinha, Pico do Sol, Pico do Inficionado, Pico Três Irmãos, Pico da Carapuça, Santuário do Caraça, Cachoeira do Maquiné, Chapada do Cangá, Gruta do Centenário, Bicame de Pedra, Núcleo Histórico de Catas Altas.

 

Dicas de uma viajante:

 

 

“Cidadezinha aconchegante demais, pessoas carismáticas e bom atendimento nos restaurantes da cidade. As cachoeiras são lindas, de águas claras e estão perto do centro da cidade. O Santuário do Caraça é um lugar lindo, de paz e paisagens belas.” @paulaizas

 

Congonhas

 

 

Foto:  O Santuário de Bom Jesus do Matosinhos é considerado um museu a céu aberto.

 

Congonhas possui um dos sítios tombados como Patrimônio Cultural da Humanidade no Brasil,  o Santuário de Bom Jesus do Matosinhos, que possui obras assinadas pelos grandes artistas do barroco Aleijadinho e Manoel da Costa Athaíde.

O santuário é considerado uma das obras-primas do barroco mundial, ornado por esculturas dos 12 profetas em pedra sabão expostas ao ar livre. Existem outras 66 esculturas em madeira distribuídas nas seis capelas que representam os passos da Paixão de Cristo e que ficam no jardim do santuário.

Além disso, próximo ao  santuário você vai conhecer o Museu de Congonhas, que mostra de uma forma interativa o conceito de criação do santuário e das obras de Aleijadinho, retratando a devoção e história do maior museu a céu aberto das Américas.

 

Principais Pontos Turísticos: Santuário de Bom Jesus do Matosinhos, 12 esculturas dos profetas, Capela dos Passos, Museu de Congonhas, Museu da Imagem, Igreja Matriz da Nossa Senhora da Conceição, Igreja do Rosário, Igreja de São José.

 

Coromandel

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Visite Minas Gerais (@visiteminasgerais)

 

Coromandel é um paraíso pra quem gosta de natureza. A cidade abriga belíssimas e convidativas cachoeiras e poços de águas do cerrado mineiro, ideais para se refrescar no calor do triângulo mineiro.

Um destaque que você vai conhecer é o Poço da Água Santa,  com águas que nascem em rochas calcárias e são tão cristalinas que é possível ver a infinidade de peixes que vivem no local sem precisar mergulhar.

Melhor conferir todas essas cachoeiras e poços de pertinho, não dá pra perder.

 

Principais Pontos Turísticos: Igreja Santana, Cachoeira do Mascate, Cachoeira do Santuário, Poço da Água Santa, Cachoeira Dourada, Cachoeira do Segredo, Poço da Lajinha, Cachoeira do Muquém.

 

Delfinópolis

 

Delfinópolis é um dos destinos turísticos imperdíveis da região da Serra da Canastra. Conhecida pelos íntimos de paraíso do ecoturismo, a cidade está recheada de pontos turísticos para se reconectar com a natureza.

Há sempre uma boa opção para um refrescante banho de cachoeira e, claro, muitas trilhas.

 

Principais Pontos Turísticos: Cachoeira Zé Carlinho, Cachoeira do Ouro, Cachoeira Águas Quentes, Complexo do Claro, Cachoeira Vale do Céu, Complexo de Cachoeiras do Paraíso.

 

Diamantina

 

 

Foto: A beleza dos casarios nas ruas de Diamantina encantam.

 

O centro histórico de Diamantina recebeu o título de Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. Oferece aos visitantes cultura, arte e tradição.

A cidade é cercada por belas paisagens naturais da Serra do Espinhaço, igrejas belíssimas, e casarões coloniais.

Diamantina também respira música e encanta a todos com a Vesperata, que é um concerto ao ar livre, que há mais de duas décadas contagia os turistas e moradores.

 

Principais Pontos Turísticos: Passadiço da Glória, Casa da Chica da Silva, Museu do Diamante, Catedral Metropolitana de Diamantina, Caminho dos Escravos, Casa Juscelino Kubitschek, Casarão do Fórum, Garimpo Real, Mercado Velho, Igreja São Francisco de Assis, Ruínas do Casarão, Casa do Muxarabiê, Igreja das Mercês, Igreja do Amparo, Igreja do Bonfim, Gruta do Salitre, Cachoeira dos Cristais, Parque Estadual do Biribiri.

 

Lapinha da Serra

 

Lapinha da Serra fica na região da Serra do Cipó e é um daqueles lugares que todo mundo que ama o interior de Minas busca. É dona de  um cenário de belezas naturais de cair o queixo. 

A cidade é repleta de cachoeiras, lagos, grutas, rios, picos, sítios arqueológicos, fauna, flora e o principal: as pessoas e a cultura local.

Os mais animados realizam a famosa travessia Lapinha – Tabuleiro, que liga as cidades de Santana do Riacho, onde fica Lapinha da Serra, à Conceição do Mato Dentro, onde fica a Cachoeira do Tabuleiro, a maior cachoeira de Minas Gerais.

 

Principais Pontos Turísticos: Boqueirão, Cachoeira Congonhas, Cachoeira Grande, Serra Morena, Cachoeira Véu da Noiva, Travessão, Cachoeira da Caverna, Cachoeira do Gavião, Cachoeira das Andorinhas, Cachoeira do Rapel, Represa da Lapinha da Serra, Pico da Lapinha, Pico do Breu, Estátua do Juquinha, Batuque da Lapinha.

 

Dicas de um viajante:

 

 

“Foi uma experiência incrível conhecer a Lapinha da Serra, um destino perfeito pra quem curte estar em conexão com a natureza, para os amantes de esportes radicais de aventura e também pra quem busca sossego e tranquilidade. Um lugar encantador, com paisagens de tirar o fôlego, uma energia única, e de grande valor histórico!

 Acho que é um destino onde todo mundo deveria ir ao menos uma vez na vida, e sentir a paz que a lapinha transmite... Seja deitado na rede de um bangalô, seja tomando um banho em uma de suas dezenas de cachoeiras ou fazendo uma trilha em uma de suas montanhas ou vales, a experiência de estar ali será única e inesquecível…” @vinierik

 

Lima Duarte

 

 Foto: Cartão postal do Parque Estadual do Ibitipoca, em Lima Duarte, a Janela do Céu.

 

Para quem não sabe, Lima Duarte  é a cidade onde fica a portaria do Parque Estadual do Ibitipoca, a maior atração turística da região. Ainda não sabe do que estamos falando? Esse parque natural abriga um dos pontos turísticos mais instagramáveis de Minas: a Janela do Céu. Agora reconheceu, não é?

O Parque Estadual do Ibitipoca atrai visitantes do país todo em busca de suas belezas naturais.

Além das belíssimas trilhas e cachoeiras neste parque natural, a cidade de Lima Duarte também possui pontos turísticos naturais no Parque Estadual Serra Negra da Mantiqueira, além de inúmeras cachoeiras espalhadas pela cidade.

 

Principais Pontos Turísticos: Parque Estadual do Ibitipoca, Parque Estadual Serra Negra da Mantiqueira, Cânion das Andorinhas, Cachoeira do Arco-Iris, Cachoeira do Sossego, Cachoeira da Rancharia, Alto da Boa Vista.

 

Luminárias

 

A cidade de Luminárias guarda cachoeiras, grutas, rios, piscinas naturais, picos e vales. A cidade é muito procurada por praticantes de esportes de aventura, como rapel, escalada, bóia-cross, trekking, biking e montanhismo.

Uma curiosidade da cidade é a fonte Água Santa, uma nascente famosa na região pela crença no poder de cura milagrosa de suas águas.

 

Principais Pontos Turísticos: Capela do Carmo, Usina da Fumaça, Serra das Luminárias, Cachoeira do Paredão, Cachoeira da Esmeralda, Poço do Moinho, Serra da Torre, Pico do Gavião, Cachoeira do Mamono, Água Santa, Cachoeira da Pedra Furada

 

Dicas de uma viajante:

 

 

“Conheci a bela e pequena cidade, Luminárias, localizada no interior de Minas, meu amado estado. Luminárias, cidade rodeada por montanhas e banhada por cachoeiras. Luminárias, sua natureza me encantou.” @semquerermudardeassunto

 

Manga

 

 

Foto: Na foto a grandiosidade da árvore que é o cartão postal do Parque Estadual da Mata Seca, a barriguda, registrada em Itacarambi, que faz divisa com Manga.

 

A cidade de Manga fica no norte de Minas e é banhada pelo gigante Rio São Francisco.

Manga possui ilhas banhadas pelo São Francisco, onde é possível realizar diversos passeios de barco explorando as belezas do  Velho Chico na localidade.

Suas barragens e represas  são muito frequentadas por banhistas. Na região vivem comunidades tradicionais vazanteiras do São Francisco, de grande valor histórico e cultural.

Outro importante ponto turístico de Manga é o  Parque Estadual da Mata Seca, único em Minas Gerais dedicado à complexidade da mata seca, que tem a beleza da cinematográfica  árvore barriguda  como seu símbolo. Este parque natural faz parte de 31 áreas protegidas que compõem o Mosaico Sertão Veredas - Peruaçu - são mais de 3,5 milhões de hectares de grande beleza e diversidade de fauna e flora e cultural, com suas comunidades quilombolas e indígenas.

 

Principais Pontos Turísticos: Parque Estadual da Mata Seca, Cais do Rio São Francisco, Gruta da Lavagem, Fazenda Vista Alegre.

 

Mariana

 

Foto:  Conhecendo a maior mina de ouro aberta à visitação, em Mariana.

 

As cidades coloniais, conhecidas como cidades históricas, não saem de qualquer lista que se pense quando a ideia é fazer turismo por Minas Gerais. E que tal conhecer a primeira vila e primeira capital mineira?

É exatamente essa a bagagem da cidade de Mariana, que guarda não só em sua história como também na arquitetura, urbanismo e obras de arte testemunhas do período colonial vivido desde o século 17.

Uma curiosidade é que a cidade abriga na Catedral Nossa Senhora da Assunção (Sé) o único exemplar do órgão Arp Schnitger fora da Europa. Existem apenas 30 no mundo.

Em Mariana é possível embarcar no passado, seja passeando pelas ruas do centro histórico, conhecendo a maior mina de ouro aberta a visitação, e também em um passeio de trem que leva até a cidade vizinha de Ouro Preto.

 

Principais Pontos Turísticos: Igreja Nossa Senhora do Carmo, Igreja São Francisco de Assis  (visitação apenas da fachada), Igreja São Pedro dos Clérigos, Catedral Nossa Senhora da Assunção (Sé), Igreja Nossa Senhora do Rosário, Igreja Nossa das Mercês, Memorial do Tropeiro, Museu Casa de Alphonsus de Guimaraens, Museu de Música, Igreja de Nossa Senhora dos Anjos, Trem Turístico, Atelier e Casa dos Artistas ‘’Mestre dos Ataíde’’, Mina de Ouro da Passagem, Represa da Fumaça.

 

Ouro Preto

 

Foto: Natureza em volta da Igreja de Sâo Francisco de Paula 

 

Com suas ladeiras históricas, Ouro Preto faz parte da Estrada Real e tem o título de Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.

A cidade respira história com suas 19 igrejas e capelas que, em sua grande maioria,  foram construídas na época do período colonial e se mantêm em pé até hoje.

E para os visitantes que amam cidades históricas, Ouro Preto é o símbolo do barroco mineiro.

E não se engane em achar que a cidade se resume apenas a igrejas históricas, na mesma viagem você poderá aproveitar de parques naturais e cachoeiras como o Parque Estadual do Itacolomi e o Parque Natural Municipal das Andorinhas.

 

Principais Pontos Turísticos: Igreja São Francisco de Assis, Basílica de Nossa Senhora do Pilar, Museu da Inconfidência, Casa dos Contos, Museu do Oratório, Igreja do Rosário, Igreja do Antônio Dias, Igreja do Carmo, Casa Bernardo Guimarães, Galeria de Arte Sala Ivan Marquetti, Igreja de São Fracisco de Paula, Chafariz da Praça Tiradentes, Parque Estadual do Itacolomi, Mina do Chico Rei, Cachoeira dos Namorados.

 

Passa Quatro

 

Foto: Paisagem da Pedra da Mina, quarto maior pico do Brasil, fica na divisa entre Minas Gerais e São Paulo.

 

A cidade de Passa Quatro está localizada na Serra da Mantiqueira e é considerada uma das cidades mais encantadoras dessa região de natureza privilegiada.

Em um clima serrano, você poderá fazer um passeio no trem da Serra da Mantiqueira. Você poderá conhecer ainda cachoeiras, parques e picos, como é o caso da Serra Fina, onde está o quarto maior pico do país, a Pedra da Mina, que é também o pico mais alto da Serra da Mantiqueira. Se animar e tiver preparo físico, existe uma travessia no local pela crista da serra, com duração de 3 dias.

 

Principais Pontos Turísticos: Capim Amarelo, Pico do Itaguaré, Andorinhão, Manacá, Cachoeira do Pinho, Pedra da Mina, Trem da Serra da Mantiqueira, Caminho Religioso da Estrada Real, Poço do Quilombo, Campo do Muro, Travessia Serra Fina, Travessia Marins-Itaguaré, Fontes de Água Mineral.

 

Poços de Caldas  

  

Foto: Sobrevoo da Serra de São Domingos em Poços de Caldas.

 

Poços de Caldas é uma cidadezinha perfeita para se descansar.  Fica no sul de Minas Gerais e é  muito conhecida pelas suas águas termais e natureza exuberante.

A cidade também abriga a Serra São Domingos, que tem a vegetação de Mata Atlântica preservada e é um espetáculo para quem a visita.

Poços de Calda encanta os turistas com o seu estilo de vida bem tranquilo e temperaturas amenas e agradáveis.

 

Principais Pontos Turísticos: Serra São Domingos, Cascata das Antas, Recanto dos Japonês, Calendário Floral, Cachoeira Véu das Noivas, Zoo das Aves.

 

Rotas dos Queijos

 

 

Foto: Minas é a terra dos melhores queijos mundo.

 

O modo de fazer o queijo em Minas é patrimônio brasileiro e, orgulhosamente, somos a terra dos melhores queijos do mundo.

Prova disso é o resultado do concurso mundial de queijos 2021, em que Minas recebeu o maior número de medalhas entre os estados brasileiros, ficando atrás apenas da França.

Para conhecer toda essa riqueza cultural e os sabores da produção queijeira de Minas, nossa dica de regiões queijeiras mineiras é visitar as regiões: Serra da Canastra, Alagoa, Serro, Campo das Vertentes, Araxá, Serras de Ibitipoca, Cerrado, Santa Bárbara e Rio Acima.

 

Principais roteiros e pontos turísticos:

Região do Queijo da Canastra: Rota do Queijo da Canastra, Roteiro Sabores de Minas, Roteiro Experiência do Queijo Artesanal, Parque Nacional da Serra da Canastra.

 

Queijo de Alagoa: Roteiro Queijos da Mantiqueira, Pico do Garrafão, Igreja de Nhá Chica, Cachoeira do Facão, Cachoeira da Boa Vista, Casarão Levindo, Monjolo D’água.

 

Queijo do Serro: Capela do Rosário, Igreja de Santa Rita, Igreja de Três Barras, Igreja Matriz, Casa dos Ottoni, Cachoeira do Moinho, Cachoeira da Grota Seca e a Praça João Pinheiro.

 

Região do Queijo Terroir Vertentes:

Tiradentes: Rota do Queijo Terroir Vertentes, Centro Histórico de Tiradentes, Museu Casa Padre Toledo, Matriz de Santo Antônio, Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, Chafariz de São José, Capela dos Passos,   Igreja de Nossa Senhora das Mercês, Museu da Liturgia, Serra de São José.

São João del Rei: Rota do Queijo Terroir Vertentes, Catedral Nossa Senhora do Pilar, Igreja São Francisco de Assis, Igreja Nossa Senhora do Carmo, Igreja do RosárioMuseu da Bárbara Heliodora, Chafariz da Legalidade, Memorial Tancredo Neves, Memorial Ferroviário, Teatro Municipal, Museu Regional São João del Rei, Serra do Lenheiro

 

Queijo de Araxá: Complexo do Barreiro, Horizonte Perdido, Serra da Bocaina, Fundação Calmon Barreto.

 

Região do Queijo das Serras de Ibitipoca:

Lima Duarte: Parque Estadual do Ibitipoca, Volta das Transições, Cânion das Andorinhas, Cachoeira do Sossego, Cachoeira Água Limpa, Igreja Matriz,

 

Região do Queijo do Cerrado:

Coromandel: Cachoeira do Santuário, Cachoeira do Muquém, Cachoeira do Segredo, Poço Verde, Igreja Santana.

Patrocínio: Cachoeira dos Lemos, Cachoeira Daterra, Represa de Nova Ponte, Cachoeira dos Borges, Casa da Cultura.

 

Queijo de Santa Bárbara: Roteiro Primórdios da Cozinha Mineira - Caraça, Igreja de Nossa Senhora das Mercês, Igreja Matriz de Santo AntônioLargo de Santo Amaro, Memorial Affonso Penna, Centro Histórico de Santa Bárbara, Ruinas do Barão de Catas Altas, Sítio Arqueológico do Barro BrancoSantuário do Caraça, Casa do Mel.

 

Queijo de Rio Acima: Roteiro Queijeinharia - Curadoria Artesanal de Queijo, Estação da Cultura, Serra do Gandarela, Cachoeira das Pedras, Cachoeira do SolCachoeira Chica Dona, Cachoeira do Alemão.

 

São João del Rei

 

 

Foto: Um símbolo da cidade de São João del Rei, o toque dos sinos.

 

Outra cidade que faz parte do hall de cidades históricas mineiras é São João del Rei, conhecida como a terra dos sinos que falam.

Isso por causa da tradição centenária do badalar de suas dezenas de sinos que, em cada toque, enviam mensagens sobre as celebrações religiosas à comunidade super atenta à tradição.

São João del Rei é a maior cidade setecentista de Minas Gerais, e está repleta de pontos turísticos culturais e também contato com a natureza.

 

Principais pontos turísticos: Catedral Nossa Senhora do Pilar, Igreja São Francisco de Assis, Igreja Nossa Senhora do Carmo, Igreja do RosárioMuseu da Bárbara Heliodora, Chafariz da Legalidade, Memorial Tancredo Neves, Memorial FerroviárioMuseu Regional São João del Rei, Serra do Lenheiro

 

São Lourenço

 

Foto: Do Parque das Águas, em São Lourenço, é possível ver os mais animados fazendo passeios de balão sobrevoando a região.

 

A cidade de São Lourenço é a maior estância hidromineral do país, sendo reconhecida internacionalmente pela qualidade de suas águas medicinais.

Além de ser uma cidade spa, por suas águas termais que permitem renovar as energias, você ainda poderá aproveitar para fazer um passeio de Maria Fumaça, fazer roteiros pelas fazendas produtoras de cafés especiais e, ainda, curtir um passeio balão sobrevoando a belíssima região da Serra da Mantiqueira.

 

Principais Pontos Turísticos: Parque das Àguas, Montanha Sagrada, Ilha dos Amores, Horto Municipal, Capela Ermida Senhor Bom Jesus do Monte, Templo da Eubiose, Trem das Águas.

 

Tiradentes

 

Foto: Vista do alto da cidade de Tiradentes - Igreja Matriz de Santo Antônio

 

Tiradentes é mais uma joia do período colonial guardada em Minas, considerada por muitos uma das cidades históricas mais charmosas do estado.

Passear pelas ruas, ver os casarios coloridos e visitar suas igrejas barrocas e todo o acervo artístico que estes espaços religiosos guardam é uma das programações de passeio na cidade.

Uma dica é que a Matriz de Santo Antônio abriga um dos 3 órgãos seculares presentes em Minas Gerais. Ao visitar a cidade, confira com antecedência a programação de concertos noturnos para não perder essa experiência.

Tiradentes é também referência nacional em gastronomia e, por isso, sedia um dos mais importantes festivais gastronômicos do país, o Festival Cultura e Gastronomia de Tiradentes.

 

Principais pontos turísticos: Centro Histórico de Tiradentes, Museu Casa Padre Toledo, Matriz de Santo Antônio, Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, Chafariz de São José, Capela dos Passos, Igreja de Nossa Senhora das Mercês, Museu da Liturgia, Serra de São José.

 

 

Conta pra gente nos comentários qual outro destino você incluiria nessa lista e não deixe de compartilhar essas dicas incríveis com quem você costuma viajar por Minas Gerais.

 

Clique aqui e conheça 17 espetáculos da natureza em Minas.

Sobre o Autor

Júnia Gontijo Cândido

Turismóloga, apaixonada pela vida ao ar livre, dogs, livros, séries e rock'n'roll. Atua na Diretoria de Promoção e Marketing Turístico/Secult MG.

Talita Araujo

Mercadóloga formada, estudante de turismo e amante da gastronomia. Seu sonho é misturar essas três áreas e mostrar ao mundo o poder da comida afetiva.

Comentários