Turismo em Minas Gerais | Pão de Queijo PANC

Foto por: Gabrielle Rivera (@_gbrivera)
Atualizado em: 11/12/2020

Pão de Queijo PANC

                                                                                                                                          Seja colorindo ou recheando receitas tradicionais, as PANCs  vieram pra ficar.

 

O carinho é sem dúvida um dos ingredientes mais especiais da cozinha mineira. Nossa hospitalidade se traduz nas mãos de nossas mestras e chefs e chega ao prato com um toque especial, aquele abraço quentinho como quem acabou de sair do forno, por falar em forno, é de lá que acaba de sair a nossa receita do dia: Pão de queijo PANC.  

Do quintal à mesa

Quem não conhece, deve estar se perguntando o que é PANC, quem conhece com certeza tá ansioso pra conhecer um pouco mais dessa história.

A simplicidade da cozinha mineira, e a presença forte da agricultura familiar no nosso estado favoreceram o uso de inúmeros legumes na nossa alimentação. Foi mais ou menos dessa forma também que as plantas alimentícias não convencionais (PANCs) foram adicionadas à nossa gastronomia,  em inúmeras formas  na nossa cozinha, já que são facilmente encontradas nos melhores quintais do interior mineiro.

Algumas das espécies mais conhecidas de PANCs, e que talvez você nem saiba, são: taioba, bertalha, serralha, ora-pro-nóbis, azedinha,capuchinha, peixinho, dente-de-leão,hibisco, beijinho e muitas outras.

Mas fique atento, pesquise previamente sobre o preparo das PANCs, já que algumas podem ser consumidas in natura, outras precisam ser refogadas ou mesmo ter parte da planta desprezada.

 

 A magia das cores

Seja na massa de pão de queijo, no preparo de massas tipo macarrão ou recheando receitas já tradicionais da nossa cozinha, as PANCs vieram pra ficar. Além de cor e de novas formas de apreciar os sabores da nossa terra, elas representam formas de nutrição e de cuidado com a nossa saúde.

Um exemplo de incorporação das PANCs é no nosso querido pão de queijo, sem dúvida, uma das maiores expressões de mineiridade, um ícone da gastronomia mineira.

Um prato colorido é sinônimo de variedade nas proteínas, e não sou eu quem tô falando, são os nutricionistas. E as PANCs costumam fornecer cores maravilhosas para os pratos com os quais são preparadas.

O chef Michel dá a dica de quais pancs podemos introduzir no nosso dia a dia para colorir. E aí, bora seguir o chef e colocar um colorido nessa pequena iguaria mineira que combine com o colorido da árvore e das luzes de natal?

 

Modo de fazer

​ A gente sabe que a receita dos pães de queijo varia bastante entre as melhores quitandeiras, a gente respeita isso e reconhece todas as formas de preparo como legítimas. Mas caso você ainda não tenha uma receita deliciosa de pão de queijo pra chamar de sua, clique aqui, tome nota e acrescente a PANC que preferir para dar mais cor e graça aos seus pãezinhos.

Ao finalizar a massa do pão de queijo, acrescente a PANC que deixará a massa na cor que desejar, conforme a orientação do chef Michel.

  Massa verde: Taioba
  Massa azul: Jenipapo
  Massa roxa: Hibisco
  Massa rosa: Beterraba e Hibisco
  Massa amarela: Cúrcuma
 

E não é só no natal e no ano novo que a gente vai abusar das cores, não viu? Pode levar essas delícias pro ano todo, as PANCs e os pratos derivados delas também!

 Agora conta aqui qual a cor não vai faltar na sua mesa nessas comemorações?

 

Sobre o Autor

Luís Carneiro

Mineiro dos pés à cabeça. Marketólogo. Turismólogo em formação. Estagiário da SECULT-MG que ama ver, ouvir e escrever sobre as belezuras desse Brasil

Comentários